colunas
 
Page 15 of 16« First...«1213141516»

16 anos sem Ayrton Senna

Autor: pastoral da crisma | maio 1, 2010

Há exatos 16 anos, em 1º de maio de 1994, uma curva traiçoeira mudou a história do esporte. Quando a Williams de Ayrton Senna passou reto na Tamburello a mais de 300km/h, o Brasil perdeu um de seus maiores ídolos. Da batida forte no muro de proteção à notícia da morte, algumas horas depois, o país inteiro sofreu. E 16 anos não foram suficientes, nem de longe, para apagar da memória os feitos extraordinários do piloto.

Naquele domingo, o torcedor brasileiro viu pela TV o fim abrupto de uma trajetória brilhante que começou bem antes da Fórmula 1. Senna passou pelo automobilismo inglês e conquistou títulos em todas as categorias: F-Ford 1600, 2000 e F-3 Inglesa. No principal palco do automobilismo, o tricampeão venceu 41 vezes e fez 65 pole positions para garantir seu lugar entre os maiores nomes da história, num prestígio que ultrapassa as fronteiras do Brasil e até do próprio automobilismo.

Além da competência nas pistas, Senna também ficou conhecido pela generosidade fora delas. Ele iniciou obras filantrópicas que deram origem ao Instituto Ayrton Senna, que hoje atende cerca de 400 mil crianças e jovens em todo o Brasil. Viviane, sua irmã, toca o projeto desde sua criação.

Fonte: Globo Esporte

Compartilhe nas redes sociais:
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google Bookmarks
  • PDF
  • Twitter
  • Yahoo! Bookmarks

Incluído na Coluna: Curiosidade | Sem comentários »






Diocese de São José dos Campos completa 29 anos

Autor: pastoral da crisma | maio 1, 2010

A Diocese de São José dos Campos chega aos 29 anos de existência neste sábado. Criada em 30 de janeiro de 1981, pela Bula Papal “Qui in Beati Petri”, de Papa João Paulo II, foi instalada em 1º de maio em 1981. Antes de ser criada, a Diocese de São José dos Campos estava ligada à Diocese de Taubaté, cujo bispo diocesano era Dom José Antônio Couto, responsável por fazer o pedido da criação da Diocese ao Papa João Paulo II.  No início, a Diocese de São José dos Campos contava com 21 paróquias, 125 capelas (62 na zona rural e 63 na zona urbana), 25 presbíteros e 7 diáconos permanentes.

Ao longo desse 29 anos, tivemos três bispos: Dom Eusébio Oscar Sheid (1981 – 1991), Dom Nelson Westrupp (1991 – 2003) e Dom Moacir Silva, que é nosso bispo desde o ano de 2004.

Nestes 29 anos de existência, a Diocese cresceu em sua estrutura física e pastoral, tendo atualmente 40 paróquias sendo 27 em São José dos Campos, 10 em Jacareí, 1 em Santa Branca, 1 em Igaratá, 1 em Monteiro Lobato e 1 em Paraibuna. Conta com 81 sacerdotes entre diocesanos e religiosos e 63 diáconos permanentes.  Hoje, sua ação pastoral reúne 64 grupos entre pastorais, movimentos, espiritualidades, associações e novas comunidades, organizados em Comissões, conforme definição da CNBB.

Rezemos nesse dia especial por nossa Diocese!

Compartilhe nas redes sociais:
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google Bookmarks
  • PDF
  • Twitter
  • Yahoo! Bookmarks

Incluído na Coluna: Paróquia Imaculada Conceição | Sem comentários »






Figurinhas da Copa viram mania e já batem 2006

Autor: pastoral da crisma | abril 28, 2010

Esqueçam o jogo de bafo. Na mania que se tornaram as figurinhas da Copa do Mundo, a internet mudou um hábito que antes era apenas infantil. Em comunidades virtuais, algumas reunindo mais de 150 mil pessoas, colecionadores dizem os cromos que precisam, trocam, vendem e organizam encontros.

“Ficou bem mais fácil dessa forma. Não precisamos ficar dependentes apenas de comprar na banca. É uma mudança e tanto”, explica o biólogo Joaquim Matheus Santiago, 22 anos, idealizador do evento.

A Panini, fabricante e distribuidora do produto, não estava preparada para tamanha febre. Na semana de lançamento, as bancas da capital receberam 10 milhões de pacotes com cinco figurinhas cada. Elas evaporaram em seis dias. Vendidas a R$ 0,75, geraram receita de R$ 7,5 milhões. A empresa de origem italiana entregou inicialmente 3,5 milhões de álbuns, um milhão a mais do que há quatro anos.

Fonte:Diário de São Paulo

Compartilhe nas redes sociais:
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google Bookmarks
  • PDF
  • Twitter
  • Yahoo! Bookmarks

Incluído na Coluna: Curiosidade | Sem comentários »






Papa ensina aos jovens como encontrar sua vocação

Autor: pastoral da crisma | abril 22, 2010

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 21 de abril de 2010 (ZENIT.org).- Bento XVI aconselha aos jovens encontrar sua vocação em diálogo com Deus.

Foi a mensagem que deixou aos numerosos rapazes e moças que participaram da audiência desta quarta-feira, na praça de São Pedro.
O Papa lhes recordou que no próximo 25 de abril, a Igreja celebra o Dia Mundial de Oração pelas Vocações.
“Desejo-vos, queridos jovens, que encontreis em diálogo com Deus vossa resposta pessoal a seu desígnio de amor”, disse.

?

Compartilhe nas redes sociais:
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google Bookmarks
  • PDF
  • Twitter
  • Yahoo! Bookmarks

Incluído na Coluna: Jovem na Igreja | Sem comentários »






Papa a jovens desempregados: Igreja não os abandona

Autor: pascom | abril 14, 2010

A Igreja não vos abandona. E vós, não abandoneis a Igreja!”, exclamou Bento XVI neste domingo aos jovens, ao despedir-se da cidade de São Pio de Pietrelcina, ao constatar o fenômeno do desemprego.
O pontífice concluiu sua visita pastoral à tarde, com um encontro com os sacerdotes, religiosos, religiosas e jovens na igreja dedicada ao santo dos estigmas, em San Giovanni Rotondo.
Nas palavras conclusivas do seu discurso, denunciou “o fenômeno do desemprego, que afeta de maneira dramática muitos jovens do sul da Itália”.
“Não vos desanimeis! – disse-lhes o Papa. Sede jovens de coração grande!”. E recalcou: “A Igreja não vos abandona. Vós, não abandoneis a Igreja!”.
“Precisamos da vossa contribuição para construir comunidades cristãs vivas e sociedades mais justas e abertas à esperança. E se quiserdes ter o ‘coração grande’, aprendei de Jesus – disse-lhes. Ele não vos abandona jamais nem trairá vossa confiança; nunca vos levará por caminhos errados.”
“Assim como o Padre Pio, sede, também vós, amigos fiéis do Senhor Jesus, mantendo com Ele uma relação diária, mediante a oração e a escuta da sua Palavra, a prática assídua dos sacramentos e a pertença cordial à sua família, que é a Igreja”, concluiu.

Fonte: Zenit

Compartilhe nas redes sociais:
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google Bookmarks
  • PDF
  • Twitter
  • Yahoo! Bookmarks

Incluído na Coluna: Jovem na Igreja | 1 Comentário »






“A Igreja precisa dos jovens”

Autor: pascom | abril 14, 2010

Qual vai ser a sua participação — e a dos membros e amigos do Opus Dei — na Jornada Mundial da Juventude?
Pessoalmente, vou a Colônia cheio de fé e esperança, com a ânsia de voltar a experimentar que a Igreja é jovem, como disse o Santo Padre desde o primeiro dia do seu pontificado. A Jornada Mundial da Juventude constitui um momento de encontro, em que poderemos comprovar a importância que a fé tem para os jovens e a grande importância que os jovens têm para a Igreja. Os participantes irão ouvir as reflexões do Papa; o Papa vai ouvir as esperanças da juventude. Estou convencido de que todos regressaremos de Colônia com novos desejos de seguir e amar mais Jesus Cristo.

Julgo que os fiéis do Opus Dei — que participam na Jornada de formas muito diversas, inseridos em várias dioceses e organizações, sem formar um grupo — vão estar presentes com essa disposição de espírito aberta ao momento da graça.

Como é que vê a relação entre os jovens de hoje e a Igreja? O que é que a Igreja lhes pode oferecer?
Diria que é uma relação de mútua dependência: os jovens precisam da Igreja, com necessidade vital; e a Igreja precisa dos jovens, porque são uma parte importante do Povo de Deus. Através da Igreja os jovens chegam ao conhecimento de Jesus Cristo: Deus feito homem, a resposta às inquietações mais profundas, a fonte da verdadeira felicidade. Eles e elas dão à Igreja vida nova, quando descobrem com entusiasmo a figura e a mensagem de Cristo, e transmitem o entusiasmo dessa descoberta às novas gerações. Neste sentido, eles são a Igreja, constituem, com os pobres e os doentes, um tesouro especial.

Naturalmente, a relação da Igreja com os jovens também tem obstáculos e dificuldades: por um lado, durante a juventude experimenta-se a esperança e a generosidade, mas também não poucas dificuldades, por outro, os jovens nem sempre entendem adequadamente a verdadeira natureza da Igreja, talvez por causa daquilo a que poderíamos chamar problemas de comunicação, próprios deste tempo, caracterizado por excesso de informação e falta de orientação. Essa circunstância desafia os católicos a atuar com consciência e responsabilidade de filhos de Deus; e a continuar empenhados em transmitir com coerência o essencial da nossa fé.

Temos de oferecer, aos jovens que procuram o sentido da vida, o testemunho sincero da nossa felicidade e do nosso compromisso, cada um nas suas circunstâncias.

Compartilhe nas redes sociais:
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google Bookmarks
  • PDF
  • Twitter
  • Yahoo! Bookmarks

Incluído na Coluna: Jovem na Igreja | Sem comentários »






O Vaticano no Twitter

Autor: pascom | março 23, 2010

Desde o sábado, o Vaticano ingressou na rede social de mensagens breves Twitter, inaugurando ainda uma nova página na web, www.resources.va, na qual disponibiliza informação multimídia abordando questões da atualidade.

A chegada do Vaticano à rede Twitter se dá através de seis canais – um para cada idioma. O endereço do canal de língua portuguesa é “news_va_pt”.

O Twitter é um serviço gratuito de microblogging que permite que seus usuários recebam em tempo real micro-mensagens de texto – as “tweets” – cuja extensão máxima é de 140 caracteres.

Além do português, estão disponíveis canais nos idiomas italiano, francês, alemão, inglês e espanhol.

Através destes canais no Twitter, a Rádio Vaticana e outros órgãos de comunicação do Vaticano divulgarão informações, notícias e conteúdos multimídia de particular relevância para a vida da Igreja.

Além disso, por ocasião da publicação da carta de Bento XVI aos católicos da Irlanda, o Vaticano lançou o website www.resources.va , no qual serão publicados artigos completos, além de materiais em vídeo e áudio relacionados com o magistério do Santo Padre sobre abusos sexuais cometidos por sacerdotes.

O Vaticano conta ainda, há mais de um ano, com um canal oficial no Youtube (www.youtube.com/vatican), em quatro idiomas.

Compartilhe nas redes sociais:
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google Bookmarks
  • PDF
  • Twitter
  • Yahoo! Bookmarks

Incluído na Coluna: Curiosidade | Sem comentários »






Amar é uma atitude em favor do outro

Autor: pascom | fevereiro 16, 2010

Quanta angústia e até desespero quando se ouve do outro: “Não gosto mais de você!” O gostar é um sentimento. Nossos sentimentos podem mudar de um minuto a outro. Por exemplo, posso estar muito feliz, porém, se de repente recebo uma notícia ruim, torno-me muito triste. Meu sentimento, que era de alegria, agora é de tristeza. Mudou em segundos. Se o amor for apenas um sentimento, então, ele é frágil e pode mudar ou acabar de uma hora para outra.

Amor é muito mais que um sentimento. Amar é um ato. Uma atitude em favor do outro. Em I Coríntios 13, 5 diz: “O amor não busca os seus próprios interesses”. Ama aquele que não procura os seus interesses, mas, os do outro. Amar é uma ação, um movimento em favor e em direção ao outro.

Amar é uma atitude que alguém toma em favor e em direção ao outro, sem nada esperar, cobrar e exigir (assim é o amor de Deus por nós: incondicional e desinteressado). Amar é uma atitude que precisa ser renovada todo dia e a todo instante.

O sentimento pode mudar como o vento, mas “ o amor jamais acabará” (I Cor 3,8).

Padre Alir Sanagiotto, SCJ

Compartilhe nas redes sociais:
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google Bookmarks
  • PDF
  • Twitter
  • Yahoo! Bookmarks

Incluído na Coluna: NAMORO | Sem comentários »






Ser cristã não significa vestir-se de modo desleixado

Autor: pascom | fevereiro 16, 2010

Parece-me que os conceitos sobre “feminilidade” e “sensualidade” estão se misturando de tal forma em nossa sociedade, que as pessoas encontram dificuldades para diferenciá-las. Fui pesquisar em primeiro lugar como estão definidos no dicionário Aurélio e encontrei o seguinte:
Feminilidade = s.f. Qualidade, caráter, modo de ser, de viver, de pensar, próprio da mulher.
Sensualidade = s.f. Propriedade do que é sensual. / Inclinação pelos prazeres dos sentidos; amor das coisas ou qualidades sensíveis.
Sensual = adj. Relativo aos sentidos. / Que satisfaz os sentidos: prazeres sensuais.
A partir dessas definições, convido você para refletir comigo.
Gosto muito da definição dada pela Igreja sobre a sexualidade humana de acordo com o Conselho Pontifício para a Família: “Sexualidade humana: verdade e significado”. Peço que leia com bastante atenção como a instituição criada por Cristo a vê: Há que salientar a importância e o sentido da diferença dos sexos como realidade profundamente inscrita no homem e na mulher: «a sexualidade caracteriza o homem e a mulher, não apenas no plano físico, mas também no psicológico e espiritual, marcando todas as suas expressões». Isto é, não se pode reduzir a sexualidade a um puro e insignificante dado biológico, mas, como nos diz a Igreja é «uma componente fundamental da personalidade, na sua maneira de ser, de se manifestar, de comunicar com os outros, de sentir, exprimir e viver o amor humano».
É importante entender que a resposta sexual não se limita ao comportamento sexual, mas a toda forma de sentir, pensar e desejar.
Ao mesmo tempo que a sexualidade é parte constitutiva da nossa essência, não se trata de algo pronto, mas que, como tudo em nós, precisa ser desenvolvido até o último dia de nossas vidas.
Quero falar especialmente para as mulheres e fazer-lhes um convite: não tenhamos medo de assumir a nossa essência, sendo cada dia mais femininas. Não gastem energia querendo e buscando ser melhores do que os homens, querendo e buscando provar o seu valor.
Uma coisa, no entanto, temos que entender: ser feminina e ser sensual são coisas distintas. Na sensualidade existe um contexto biológico. Especialmente no período fértil, nos sentimos mais bonitas, sentimos vontade de nos vestir e de nos arrumar melhor, e assim por diante.
É próprio da mulher o querer andar bem vestida, bem arrumada. Ser cristã não significa vestir-se de forma desleixada, por exemplo. Mas é ter consciência de que a verdadeira beleza vem do nosso interior. É ter consciência do nosso valor e dignidade de filhas de Deus e não nos deixar levar unicamente pelos sentidos, por nosso instinto sexual.
Concluo reforçando o convite para todas as mulheres: não tenham medo de assumir a sua essência, e assim, ser cada dia mais femininas. Valorizem o dom que é ser mulher. Deixem fluir a beleza interior que vocês têm.

Manuela Melo

Compartilhe nas redes sociais:
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google Bookmarks
  • PDF
  • Twitter
  • Yahoo! Bookmarks

Incluído na Coluna: Sem categoria | Sem comentários »






Perdoar e se reconciliar é experimentar um pouco de Deus!

Autor: pascom | fevereiro 16, 2010

Pregar a reconciliação num mundo como o nosso, onde o rancor e a vingança vão ganhando espaço nos corações, é uma grande e difícil tarefa! Na maioria das vezes o gosto é amargo, mas não é impossível!

Reconciliação significa realizar um acordo entre as partes numa comum unidade e entendimento.

Porém, o verbo grego tem uma força de expressão maior: indica a passagem de um estado para outro.
A reconciliação com Deus é sempre necessária e urgente. Reconciliar-se é deixar-se fazer novamente amigo de Deus! Experimentar a misericórdia de d’Ele, deixar que Ele exercite em nós a Sua misericórdia!

Na verdade, todos nós necessitamos de misericórdia. Necessitamos dela por causa das nossas grandes responsabilidades, assim como por causa da nossa fraqueza e miséria moral. Mal podemos dar três passos sem errar algum.
A reconciliação com nossos irmãos também é essencial. É a oração do Pai-Nosso: “Perdoai-nos assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”.

Se hoje você enfrenta este grande desafio interior de perdoar, creia e dê o passo. Perdoar e se reconciliar é experimentar um pouco de Deus! Sentir o gosto bom da presença d’Ele em nós! É a sensação de vitória, de bem-estar por ter vencido um obstáculo…É vivência de uma obra nova dentro de nós!

Tenha a disposição interior de perdoar e depois disso dê um passo, faça um gesto concreto. Perdoar é libertação para o coração, para a alma. Não tenha medo!

Paulo Vitor

Compartilhe nas redes sociais:
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google Bookmarks
  • PDF
  • Twitter
  • Yahoo! Bookmarks

Incluído na Coluna: Sem categoria | Sem comentários »







Page 15 of 16« First...«1213141516»

 
 
 
 
 
PARÓQUIA IMACULADA CONCEIÇÃO - JACAREÍ - SP - BLOG JOVEM 2010 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Website by Abstrato | Este web site é melhor visualizado em 1280x1024px
Utilize os navegadores: IE 8.0, Mozilla 3.5 ou Google Chrome 3.0 - Pode Haver erros em navegadores anteriores.